terça-feira, 27 de julho de 2010

HISTÓRIA DE UMA FLOR








Era uma vez uma flor que nasceu no meio das pedras.
Quem sabe como, conseguiu crescer e ser um sinal de vida no meio de tanta tristeza.
Passou uma jovem e ficou admirada com a flor.
Logo pensou em Deus. Cortou a flor e a levou para a igreja.
Mas, após uma semana a flor tinha morrido.


Era uma vez uma flor que nasceu no meio das pedras.
Quem sabe como, conseguiu crescer e ser um sinal de vida no meio de tanta tristeza.
Passou um homem, viu a flor, pensou em Deus, agradeceu e a deixou ali;
Não quis cortá-la para não matá-la.
Mas, dias depois, veio uma tempestade e a flor morreu...


Era uma vez uma flor que nasceu no meio das pedras.
Quem sabe como, conseguiu crescer e ser um sinal de vida no meio de tanta tristeza.
Passou uma criança e achou que aquela flor era parecida com ela: bonita, mas sozinha.
Decidiu voltar todos os dias.
Um dia regou, outro dia trouxe terra, outro dia podou,
Depois fez um canteiro, colocou adubo...
Um mês depois, lá onde tinha só pedras e uma flor, havia um jardim!...


”Assim se cultiva uma amizade...”


Assim somos um jardim repleto de flores.











quarta-feira, 21 de julho de 2010

Nietzsche disse:


A primeira proposição filosófica foi aquela enunciada por Tales, a saber, que a água é o principio de todas as coisas.

sábado, 17 de julho de 2010

Florzinha Do Campo

Sob o Sol do meio dia, germina uma sementinha teimosa, regada somente com o orvalho da noite. Há dias não chove uma gota d`agua nessa terra.
Ai está ela verdinha e fresca, colorida alegrando os olhos de quem passa e servindo de buquê aos enamorados desprevinidos.
Vendo esses primores da natureza, simples esculturas da fotossintese, perfumes naturais de diversos aromas misturados.
Alegrando o dia de quem passa e espalhando seu pólen pelos caminhos fazendo festa pras abelhinhas operárias.
Qual sentido de tudo isso?
Explicação maravilhosa há de ter, e eu na minha simplicidade somente admiro e agradeço.


segunda-feira, 5 de julho de 2010

Felicidade

Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário.

Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se o achar, segure-o!

Fernando Pessoa

Gabriel Joaquim dos Santos "Arquiteto de Sonhos"

·   Eu tenho um pensamento vivo. ·   Sonho pra fazer e faço. ·   A casa depende do espírito, é uma casa espiritual. ·   Aquelas fl...