domingo, 30 de janeiro de 2011

Muitas mulheres, histórias repetidas


Da esquerda pra direita: Fátima, Aparecida, Regiane, Eugenia e Rosa.

Quero fazer uma homenagem a todas nós Mulheres,
Batalhadoras, Mães, Dedicadas, Sábias, Amigas, sensíveis... Poderia enumerar um milhão de adjetivos mas um só traduz tudo
"Amor"
amor pela vida...
Conquistamos tudo isso e vamos muito além.
 Somos dignas e merecemos respeito, formamos os alicerces das famílias, as pilastras das sociedades.
e hoje nós recebemos um lindo presente, quer dizer vários...

o que mais gostamos de receber flores, muitas flores...

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Quem sou eu!





Pássaro livre de vôos altos e plenos, mas que sabe reconhecer seu ninho de qualquer altura.

Que compartilha alegrias e porque não dizer tristezas, pois elas fazem parte dessa vida.

Pássaro que sabe correr dos inimigos para não interromper a alegria de seu vôo, mas que sabe enfrentar se for preciso!


Voa muito, mas nunca o suficiente para se perder, pois tudo que precisa tem em seu ninho.

Passa pelo inverno com muita força de vontade, assim como o noivo que espera sua amada ansiosamente no altar, na frente de todos, transpassado de vergonha e nervosismo, o pássaro fica ali esperando o grande sol aparecer no horizonte, como a noiva que atravessa a igreja.

Para ele ser um pássaro é tudo e nada, é vento no rosto e chuva no corpo, mais acima de tudo e todos ele é livre....

Sentir-se um pássaro é fácil o complicado é passar por essas dificuldades e mesmo assim não perder a leveza.
                                                                                



domingo, 23 de janeiro de 2011

Texto extraído da blogueira Angie







Eu sou aquela que ainda crê no amor... "É preciso coragem... Pra viver a vida, pra curar as feridas, pra existir. É preciso coragem pra comprar passagem, pra seguir viagem, pra sorrir. É preciso coragem pra amar, pra chorar, pra sofrer, pra desejar. É preciso coragem pra lutar, pra perder, pra ganhar. É preciso coragem pra construir, pra persistir, pra conquistar. É preciso coragem, é preciso sim, pra parar, pra pensar, pra aceitar que eu tive coragem, de ser feliz!"                                                                           

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Erros ou Acertos?

O que faz de nós certos ou errados? Pessoas boas ou más? São as circunstâncias da vida ou simplesmente nossa indule? Algumas pessoas já nascem ruins ou tornan-se com o passar do tempo? E as boazinhas são boas o tempo todo?
Não, com certeza há variantes em todos os casos. Cada qual acredita na sua verdade, e a minha verdade não é a sua e assim por diante... Não estou aqui para julgar ninguém, acredito na expressão do livre arbítrio. E que cada qual leve a vida como crê e deseja.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Permita-me

     Dormir o sono dos justos,
perpetuar minha espécie em meu habitat natural,
que o homem me deixe vivo, que minha pele não tenha valor algum no mercado...
que ao abrir meus olhos a floresta onde nasci ainda esteja lá.
que não se lembrem de mim apenas por fotos e reportagens do NATIONAL GEOGRAFIQ.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Reflexos no escuro

Vejo meu rosto refletido no espelho, já não o reconheço. Não sou eu a mulher que sorri. Esta já não existe  ficou perdida em algum sonho distante. Entreguei minha vida ao acaso, tropecei em pedras enormes vistas somente por mim. Um sorriso puro não há quem roube... O que estou sentindo agora é indignação pela vida. Enxergava um mundo que era colorido por mim, eu o criei em prol da minha felicidade. Mas o sonho um dia acaba e percebo hoje que nada disso existiu realmente. Me rendo as armadilhas do destino, ele foi mais forte que eu. Tramou contra mim desde o início, quis meu mal. E eu teimosa lutava e lutava feito uma boba.
conseguiram o que queriam me tiraram a alegria... minha eterna felicidade.
Aquele contentamento desprendido perdeu a razão de ser, meus olhos não brilham mais ao ver as flores. Existe algo mais horrível que isso? Não, não há...
Não há mais do que precise, nada pra se ver... nada a desejar...  

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Ema


A realização de um sonho, por vezes significa abrir mãos de outros igualmente importantes.
Não se pode ter tudo... Aliás não tenho nada.

sábado, 8 de janeiro de 2011

Meditações de Amor

O que quero dizer quando falo “amor verdadeiro”? Quero dizer que só estando na presença do outro você subitamente se sente feliz, apenas estando juntos você fica extático, apenas a presença do outro preenche algo profundo em seu coração... alguma coisa começa a cantar em seu coração, você entra numa harmonia. Somente a presença do outro lhe ajuda a ficar junto; você se torna mais individual, mais centrado, mais baseado. Isso é amor.
Muitas angústias, muitas ansiedades – você será capaz de superar todas elas, e seu amor estará florescendo cada vez mais, porque todas essas situações se tornarão desafios. E seu amor, superando-os, ficará cada vez mais forte.

Amor é eternidade. Se estiver presente, então ele vai crescendo cada vez mais. O amor conhece o princípio, mas não conhece o fim.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Adote uma criança, abra seu coração

Nunca pensei em adotar uma criança, embora o sentimento de maternidade não tenha passado até hoje. Ainda posso engravidar, no entanto mudei de ideía de uns tempos prá cá.
 Penso naquelas mulheres que por algum motivo não podem acalentar o desejo de ser mãe.
Eu por experiência própria digo que nenhuma criança é uma estranha à partir do momento que a amamos verdadeiramente. Ela não é um bichinho de estimação é um ser humano puro e carente.
Já auxiliei em orfanatos quando era mais jovem e pude perceber como elas sofrem esperando pelas mães que nunca vêem, principalmente nas datas comemorativas.
 Não tenham medo de se envolver pelo amor, às vezes um filho legítimo pode causar danos irreparáveis aos seus pais, aconteceu comigo...
desde então perdi o preconceito de lidar com o desconhecido, pois "ele" pode morar na sua casa. Então porque ter medo de uma criança que você nem se deu a chance de conhecer?
Quando minhas condições me permitirem com certeza eu terei a casa cheia delas, alegrando meu dia...
e pra adotar não precisa ser nenem  lourinho não! Um negro maiorzinho também é muito bom, conversam com você e já vão escutar com mais atenção as histórinhas de ninar.
Se dê uma chance e demonstre seu amor pelo seu semelhante, abrace essa idéia e dê um lar a uma criança que precisa.
Elas só querem ser amadas e compreendidas, pois já vieram de um lar desestruturado.

Uma criança é uma flor no deserto,você só precisa regá-la...E percebe-rá que ali forma-rá um oásis lindo...
                                                            
Um beijão no coração de todos e um ótimo final de semana                                                              

                Eugenia              

P.s: Adote essa idéia...               

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Oráculo da Cabala

Sobre sedução

A sedução para os homens se faz pela estética, pelo estímulo visual. Para as mulheres isto acontece pelo estímulo do galanteio, do romantismo e pela capacidade de escuta de seu pretendente. A mulher insinua um decote e o homem se faz de poeta e seresteiro. Porém onde há sedução muitas vezes há ilusão e manipulação. Os homens devem tomar cuidado como os olhos e as mulheres com os ouvidos. Os olhos podem ser enganados com miragens e ilusões, os ouvidos com vozes falsas e feias plagiadas. O ser humano tem cinco ou talvez seis sentidos. Use-os todos pois o homem que ouvir poderá descobrir o que os seus olhos não vêem e as mulheres que enxergam poderão ouvir o que seus ouvidos não escutam.

sábado, 1 de janeiro de 2011

De volta as atividades

O ano tá começando, tá fresquinho ainda. Eu  já tô começando a esquentar, sacudindo a poeira tirando os Tênnis do armário. 
Bora recomeçar minha caminhada. Já fazia um certo tempo que eu não praticava mais. O horário de verão contribuiu um pouco para minha desistência. Costumo sair sempre às sete da noite, mas com esse tempo quente, mesmo o estando mais ameno, o sol ainda brilha forte.
Quando caminho libero minha mente e penso longe, eu adoro a sensação de liberdade... ando só, pessoas conversando comigo enquanto ando me deixam irritada. Bom, cada um com sua mania né não?
À noitinha, sentir a brisa batendo no meu rosto e ouvindo uma música relaxante é tudo de bom, eu recomendo faz um bem danado.Corpo e mente saudáveis, pode acreditar.
 Domingão lá vou eu...xô preguiça.

TREM BALA- Ana Vilela (LETRA)