quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Café

Tomei aquele desjejum com um gosto amargo na boca, meu estômago embrulado reagia as refeições passadas, minha cabeça dóia muito. Como permiti que as coisas chegassem a esse ponto? Fraqueza de espírito talvez! Olho ao redor e não encontro nada, a mais perfeita devastação. Me levanto da cadeira velha e rota, amiga de anos de espera. Tomo um café amargo e morno pra ver se desperto desse sono perpétuo, enxugo o suor da testa e saio. Não sei que rumo tomar, mas a essa casa não quero mais voltar...

sábado, 24 de setembro de 2011

O vento Minuano



Flores



O Vento Minuano

Quando o minuano sopra sem parar
Apagando a luz do candeeiro
O Gaúcho põe-se a galopar
Nas campinas verdejantes do Rio Grande inteiro.

O seu galope é sentido no peito e na mente
Do mais requintado ao mais humilde continentino
Que tem a sensação da liberdade incessante
Na sua alma indomável e no seu coração libertino.

E o vento minuano vem trazendo
As mais singelas lembranças
Do tempo da adaga e da lança
Onde a honra e a glória ficaram como herança.

 
Don Juan
21/07/2010

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Será que adianta dizer "Que te Amo"

Meu primeiro pensamento ao levantar e o último ao me deitar...
Corro o risco de me tornar piegas, alias o amor é assim um tanto cafona. Quando digo que estou apaixonada a reação de todos é de puro espanto. Porque será que todo mundo quer amar, mas tem vergonha de admitir que está amando? Controvérsias à parte acredito que fazemos isso como auto proteção, se ninguém souber, não haverá zoação no fim da tão esperada relação... Não cremos no andar do relacionamento, ficando assim impossível o transcorrer natural das coisas. Sem pensar nas atitudes do outro, julgamos e sentenciamos o amor recém descoberto a manter juras e mais juras sem darmos nadinha em troca, apenas parcos sorrisos que logo desaparecem ao simples sinal de perigo. Amor é acima de tudo não ver as diferenças e acreditar que somos amados da mesma forma que amamos e aos que acham amar ultra, mega, coisa do passado, não se enganem todos nós procuramos um amor. Seja de que tipo for, clássico, moderno, liberal e outros tantos que surgem por ai. Não importa, o que conta é ter no peito essa vontade de se dar ao outro segundo a segundo do dia e a noite dormir sabendo que ao acordar seu grande amor vai estar ao seu lado. 
Pode até parecer bobagem, mas no final é isso que todos nós esperamos e tanto procuramos! 

Bom dia e aproveitem bem o final de semana, namorem bastante, porque amar é bom demais...

  

Ufa! Esperem por mim, ninguém tem paciência comigo...

_Corre coraçãozinho, sempre há um chinelo pro pé cansado!




Gabriel Joaquim dos Santos "Arquiteto de Sonhos"

·   Eu tenho um pensamento vivo. ·   Sonho pra fazer e faço. ·   A casa depende do espírito, é uma casa espiritual. ·   Aquelas fl...