quarta-feira, 14 de setembro de 2011

COM AMOR, À MINHA MÃE





 Quando a dor que amarga meu peito,
For uma eterna doce lembrança,
Imagens de uma guerreira,
Alegre, forte e bonita,
Que em sua aparência dizia,
O amor e energia,
De que era feito seu ser.
Soube ser desde a infância
Resignada e querida.
Agradeço sempre a Deus por sua vida

Nenhum comentário:

Gabriel Joaquim dos Santos "Arquiteto de Sonhos"

·   Eu tenho um pensamento vivo. ·   Sonho pra fazer e faço. ·   A casa depende do espírito, é uma casa espiritual. ·   Aquelas fl...