quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Eu estou puts da vida


Tem dias em que é dificil de engolir, são tantos os problemas que minha cabeça parece que vai estourar.

Há alguns dias meu filho encrenqueiro, tanto fez que conseguiu, minha netinha foi embora. Pensem em todo tipo de consequência a seguir, pois é separação, pensão, confusão, exploracão e dor, muita dor pra mim é claro, porque eles os pais da criança pensam que morar junto e constituir família e brincar de casinha.
Restou pra mim as contas, os constragimentos e pior todas as broncas. Quando estavam todos aqui eu tinha que lavar, passar, cozinhar, cuidar da bebezinha e ouvir as brigas três ou mais vezes ao dia, aqui era um verdadeiro inferno. Bem agora minha netinha está com a outra avó que está dificultando ao máximo qualquer tipo de acordo. Sabem eu cansei de ser boa, de aguentar que todos comandem minha vida como bem entendem. Eu amo minha neta e isso nem se discute, o melhor para  a bebê é estar comigo sem sombra de dúvida, mas não vou por isso deixar que me acuem. È uma pena que ninguém por aqui pensem em momento no bem estar da pequenina e sim no próprio umbigo. Grávides na adolescencia é uma verdadeira tragédia, todos sofrem principalmente a pobre bebezinha que está ficando cada dia na casa um. Desculpem o desabafo, mas se eu não fizer assim explodo ou pior fico louca.
Estou tendo uma força que imaginei jamais ter e terei paciência o sufiente para aguardar o desfecho desse episódio triste em que estou passando. Vocês devem estar se perguntando porque não entro com o pedido de guarda provisória, pelo simples motivo que já não acho justo que nós pais, que devemos ser avós trocar os papéis e ficar pajiando enquanto esses inconsequentes brincam de namorar e ficar. Dei um basta a essa corja de preguiças rastejantes que vivem a sugar pais e mães, que digam que estou doida pouco me importa ...tiveram coragem de tirar dos meus braços o meu anginho e se querem brigar comigo por isso, brigarão sozinhos, sei das minhas condições eu vou prevalecer no final, por isso agora sei que não perdi nada em seguir a vida honesta e sei que a justiça será feita.

4 comentários:

SONHADORA disse...

Oi....então minha amiga....
A vida é p"ra ser vivida, tem coisas que não podemos deixar que os outros sejam donos e snrs do mundo....
Têm de aprender a viver sem muletas...
Aos 18 anos sentem-se donos do mundo...
Dizem ser independentes...mas não sabem....nem querem aprender a viver sozinhos....trabalhar p"ra conseguir aquilo que querem....
Muito há a dizer sobre o assunto...
Força amiga...Pense em si.... NINGUÉM MAIS O VAI FAZER....
pense nisso....
beijo

Eugenia disse...

Tá sendo difícil pra caramba aguentar a saudade dela, fui eu quem a criou até agora e espero que ela seja feliz onde estiver...

Abdoul Hakime Goul Djounoubi عبد الحكيم گل جنوبی disse...

Tomara deus que a justiça seja feita mesmo, amiga. A tua netinha merece o melhor, alguém que saiba como cuidar dela com carinho, dedicação verdadeira e responsabilidade, como toda criança merece, não é mesmo? Lembrei agora do texto que li no blogue da sonhadora, este sobre as crianças, acho que tem tudo a ver com o que tu dizes aqui, amiga Eugênia.
Olha, de qualquer maneira, estás muito bem conservada para quem já é avó, isso se diga!
E esta menininha aí da foto é uma gracinha mesmo!
Beijão e tudo de bom pra ti e pra toda a tua família.
Au revoir.

Eugenia disse...

Obrigada Abdoul por sua amizade, estou experimentando pela primeira vez dor da separação, mas tudo vai mudar logo logo...

Lá vem a vida me convidando para sorrir... Desculpe, estou sem vontade. Lá vem a vida me convidando à dançar... Desculpe, não aprendi ...