sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Um ato de coragem


Engraçado, tudo que fazemos de bom ou ruim, depende de inclinação e coragem. Tudo vai depender de como avaliamos a tarefa a ser cumprida. O tempo de duração empregado e todavia o combustível para se dar a arrancada e prosseguir. Eis a questão para tal...De onde vem essa energia? porque bem sabemos que quando o emocional vai mal, o resto tambêm não funciona bem. Com todos os riscos, prós e contras muitos de nós desistimos e paramos no meu fio. É eu podia dizer no meio do caminho, mas quem para no trilho ainda tem uma escolha, no meio fio não, você já foi longe demais pra voltar. Ai resta apenas saber que teve coragem e não olhou prá trás...Quando se tem coragem alguém sempre perdi, não é você, mas alguém próximo. Pensar na própria vida é ser egoísta, ao ver das outras pessoas. O auto exílio se torna indispensável para se ter progresso, as pessoas podem atrapalhar deveras.
Ter coragem é propício tanto para nós quanto aos outros, corajosos não tem tempo para frustações e sensacionlismo barato, discutindo o essencial somente, palavras em demasia somente atrapalha em questões de mudança.
Nós dependemos do exterior para decifrar o interior e isso complica tudo.
Portanto coragem é enxergar com o intuitivo, excluindo as mil desistências à seguir...

Nenhum comentário:

Lá vem a vida me convidando para sorrir... Desculpe, estou sem vontade. Lá vem a vida me convidando à dançar... Desculpe, não aprendi ...