quinta-feira, 25 de março de 2010

Um amor para toda vida

Tristeza
Se eu pudesse beijaria tua boca
Acariciaria tua pele, sentiria de leve e sem pressa sua doçura
Quero sentir você em minhas carnes...Forte, meigo e doce

Julguei-me incapaz de tê-lo, que nada
O impossível no campo do amor não existe,
somente há obstáculos a serem alcançados

Me faça tua mulher, esposa e amante e serei-te fiel para toda vida...
Sou tua e nunca serei de outro se não for neste vida que seja então em outra...

Te amarei para toda eternidade...
Meu Imperador romano, não sabes o bem que me fazes...
Tuas vestes transmitem a paz, e meu coração continua ardendo em chamas

Por ti que te ocupas de coisas vãs e passageiras
Vamos cavalgar lado a lado e sorrir pela dádiva da vida
Aproveitemos a oportunidade que nos foi dada

E me conceda essa singela cortesia
Seja meu homem o meu tudo e mais nada
No pomar de nossas vidas haverá frutos doces

E abelhas espalharam por toda terra nossa alegria
Vem ficar aqui ao meu lado cavaleiro
Não consigo ser feliz sem você ao meu lado

Meu sonho, meu mundo, meu tudo...
 Se preciso for te direi mil vezes
 Eu te amo, eu te amo, eu te amo...

Nenhum comentário:

Lá vem a vida me convidando para sorrir... Desculpe, estou sem vontade. Lá vem a vida me convidando à dançar... Desculpe, não aprendi ...