terça-feira, 30 de agosto de 2011

Queria descomplicar um pouco que fosse a minha vida... sair sem ter que ficar horas em frente ao espelho, tomar sol sem ter que me encharcar de protetor solar, ficar sentada na fila do banco me preocupando se vai ou não ter um assalto. Todo esse tempo é perdido, eu poderia estar fazendo outras coisas... nadando nua num rio, pescando lambaris pro almoço, colhendo laranjas no pé e tomando chuvinha fria no lombo.
Ao invés disso passo meu tempo encurtando minha vida com frivolidades que pouco vão importar depois que eu morrer. Há se pudesse comprar pão de pijama, varrer a calçada descalça e usar a moto só para viajar. Quem dera comer duas fatias de bolo sem culpa e correr apenas para perder uns quilinhos. E se meus cabelos não estão como eu gosto, raspá-los e deixar crescer como são, carapinhos. 
Seria tão bão se eu pudesse me despir das frescuras e ser feliz na simplicidade somente...

Nenhum comentário:

Lá vem a vida me convidando para sorrir... Desculpe, estou sem vontade. Lá vem a vida me convidando à dançar... Desculpe, não aprendi ...