domingo, 18 de dezembro de 2011

 
Um pintassilgo vivia preso em sua gaiola, cantava às vezes, quando a alegria batia em seu coração feito um relâmpago. Lá havia alimento em abundância, mas ainda faltava algo...a liberdade. Através daquelas grades havia um céu lindo e azul no qual jamais voara.
Gastaria de sentir o vento bater atráves de suas asas e ser feliz nem que fosse por um breve momento. 

Nenhum comentário:

Lá vem a vida me convidando para sorrir... Desculpe, estou sem vontade. Lá vem a vida me convidando à dançar... Desculpe, não aprendi ...