terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Meu eu...


Procurei a felicidade em lugares improváveis
Plantei flores em canteiros de terra árida,
Por nunca recebê-las de mãos de pessoa alguma.
Amo as rosas e as comtemplo desejando um dia ter um jardim cheio delas,
Por ser humilde perdi muito na vida,
a sinceridade e a simplicidade não tem muito espaço nesse mundo...
Ser diferente causa espanto e incredulidade,
não importa sou virgem no amor, conheci-o a pouco tempo.
O desencanto causou-me muita desilusão e sofrimento, descobri a vida real, como ela é...
Sou assim e não consigo mudar, faço parte da natureza ela  de mim. Somos uma...
Pés no chão, mente aberta e coração grande...
Amo cuidar dos bichinhos, interagir com eles, receber seus carinhos espontâneos...
Mas chega um certo momento que só isso não basta, preciso de carinho...de amor...
De alguém que me aceite do jeito que sou,
Uma mulher sensível que só tem a alegria pra oferecer...


Nenhum comentário:

Lá vem a vida me convidando para sorrir... Desculpe, estou sem vontade. Lá vem a vida me convidando à dançar... Desculpe, não aprendi ...