segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Tiro da vida as páginas em branco
Escrevo à lápis oque posso mudar

No compasso dou um giro e mudo o rumo de tudo
A borracha de vez em quando tambêm é usada
E a tinta com que escrevo da minha vida jamais se apaga...

Nenhum comentário:

 Olhem lá, a mãe abandonou a filha na rua... Um espetáculo digno dos dias que vivemos! Sejamos sinceros, quem aqui já não abandonou algué...