domingo, 20 de fevereiro de 2011

...a dois passos do Paraíso



O valente Sultão galopa pensativo, seria aquela cobra enviada para atacar-lhe? Afinal muitos almejam estar em sua posição. Ou uma princesa encantada pela magia de uma bruxa má?
O olhar daquela serpente lhe intrigava, o que aquele animal perigoso queria dele? O Sultão pensa, pensa e acaba adormecendo em seus delírios...sonha com uma linda mulher sedutora e misteriosa que o leva a um labirinto de onde ele a perde de vista, sai a sua procura desesperado, sente seu perfume encantador em todo lugar, lá o Sultão esquece a posição que tem e os perigos que corre, pensa somente em ter aquela Vénus em seus braços fortes e possuí-la para si. Ele escuta suas súplicas mas não a vê, caminha a esmo atrás daquela que pode arruinar sua vida,com promessas vãs de amor. Corajoso ele enfrente minotáurus, tridentes e gigantes para salvar sua indefesa dongela. De relance ele vê por segundos o rosto de sua protegida e seu olhar misterioso lhe faz gelar a alma... O que ela quer do Sultão! Uma noite de volúpia, um mero capricho ou os carinhos que ele tanto deseja? Ele não sabe, confia em sua intuição de guerreiro, a princesa é uma presa a sua altura e ele vai correr o risco de encontra-la, custe o que custar...

Continua...

2 comentários:

jair machado rodrigues disse...

Também gosto de contos de fada, até já esbocei um no meu blog, A Menina Que Caçava O Sol...aguardo ancioso os próximos capítulos.
ps. Um imenso abraço amiga Eugenia.

Eugenia disse...

Eu também gosto, um misto de ficção e a realidade juntas e misturadas. Às vezes é preciso de um pouco do mundo imaginário para recriar e inventar muito mais na vida real...
Um grande abraço pra ti também, meu amigo.

Lá vem a vida me convidando para sorrir... Desculpe, estou sem vontade. Lá vem a vida me convidando à dançar... Desculpe, não aprendi ...