quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Passaria se mil anos nesse sono, não fosse por coincidência a  morte me despertar para a vida...


Nenhum comentário:

 Olhem lá, a mãe abandonou a filha na rua... Um espetáculo digno dos dias que vivemos! Sejamos sinceros, quem aqui já não abandonou algué...