sábado, 29 de agosto de 2009

Qual o motivo de seu sorriso?

Quantos motivos temos para sentir felicidade. O sorriso de uma criança inocente nos enche de contentamento e alegria, ainda mais sendo essa criança do seio de sua família. Esse serzinho que ilumina tudo ao redor, que conforta e trás a paz a um coração cansado como o meu...
Sinto que perdi a luta que travei durante anos contra a intolerância. Não por falta de luta mas por ausência de virtude e fibra. Nunca me impus e isso de fato veio a me prejudicar. Coleciono inimigos e a palavra (minha amiga) nunca escutei de ninguém. Você deve pensar também deve ser uma falsa e dissimulada, pelo contrário falo a verdade e as pessoas gostam de ouvir mentiras o tempo todo. Uma pena mas já me acostumei a solidão e gosto disso, posso pensar à vontade sem ouvir vozes na minha cabeça dizendo o que devo ou não fazer. Quando vejo minha netinha sorrindo tenho vontade de poder voar com ela e mostrar esse mundo maravilhoso com todos os seus segredos...Eu amo minha Livia Maria, meu solzinho, minha luinha...
Eu odeio gente pessimista e chata e ela é feliz como eu, não deixa que outros ofusquem sua luz.
Estou cansada de ser testada e posta à prova todo o santo dia, isso cansa o meu lado criativo, drena minhas ideias e abre chagas enormes n àlma. Sempre fui auto sufiente nasci com minha cota de amor de baterias permanentes nunca recarrego, não sou fria, nem lésbica, somente sensata deixei a insanidade no útero da minha mãe que me expeliu ao invés de me parir. Eu agora brinco e brindo a vida com espumante, champagne está caro demais e vida se pode brindar até com água para quem está de regime... Sou insencivel, calculista e metódica se não tivesse sangue nas veias eu seria com certeza um robô japonês, previsível e repetitiva em tudo, quando invento algo também dá errado. A vida é mesmo difícil aguentar.

Nenhum comentário:

Gabriel Joaquim dos Santos "Arquiteto de Sonhos"

·   Eu tenho um pensamento vivo. ·   Sonho pra fazer e faço. ·   A casa depende do espírito, é uma casa espiritual. ·   Aquelas fl...